CITY TOUR

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

CITY TOUR

City Tour Cultural

Santiago é uma cidade extremamente modesta, mas cativa com a beleza das paisagens, a riqueza cultural e a simpatia do povo que ama os brasileiros. Você pode optar pelas caminhadas ou usar o Metrô (transporte Limpo e organizado), que é uma ótima escolha para longas distâncias sem estresse e sem gastar muito, conhecendo os melhores pontos turísticos de Santiago. Se você optar por conhecer bem a capital, listamos para você as melhores opções.

Detalhes passeio:

 

  • INÍCIO DO PASSEIO        9:00 
  •  DURAÇÃO                 4 -5 h
  •  DISPONIBILIDADE CONSULTAR

 

DETALHES DO TOUR

City Tour Cultural
  • Museu de Arte Precolombino

O Museu de Arte Precolombino conserva as múmias chinchorro, povo de pescadores que viveu há mais de 7 mil anos no norte do Chile e sul do Peru. A coleção também tem esculturas Maias, tecidos andinos, chapéus, vasos e outras peças de arte pré-hispânica de todo o continente americano, inclusive de Astecas e Incas. Sem dúvida, é um passeio que enriquece culturalmente o visitante.

  • Palacio de La Moneda

O Palacio de La Moneda, uma das poucas sedes de governo no mundo abertas para visita. O presidente socialista Salvador Allende faleceu neste prédio em setembro de 1973.

  • Centro Cultural Palacio de La Moneda

Outro local ideal para se visitar é o Centro Cultural do Palacio de La Moneda. Localizado no subsolo do palácio, o centro  abriga mostras de arte e cinema interessantes.

  • Museo de Bellas Artes

O Museo de Bellas Artes, um dos edifícios mais bonitos de Santiago, de estilo neoclássico com detalhes em art noveau. Em seu interior encontram-se 5.600 pinturas e esculturas de artistas europeus e chilenos. Você pode aproveitar o café do museu enquanto descansa um pouco do passeio.

  • Plaza das Armas

Na Plaza das Armas, estão ótimas opções de cafés. Cercada de casarões coloniais, a praça encanta pela paisagem. À sombra das palmeiras centenárias, encontram-se pintores, dançarinos de rua e velhinhos jogando xadrez.

  • Cerro Santa Lucía

O Cerro Santa Lucía oferece uma bela vista panorâmica com a Cordilheira dos Andes ao fundo. A subida de 20 minutos é agradável para apreciar os murais, estátuas e até de uma fonte inspirada na romana Fontana di Trevi. Além da vista geral da cidade, uma vez na pequena praça do cume, é possível ver Santiago de perto com a ajuda dos binóculos fixos do mirante (basta inserir uma moeda).

  • Cerro San Cristóbal

Outro lugar que você não pode deixar de visitar é o Cerro San Cristóbal; uma montanha de 880 metros que os santiaguinos gostam de subir de bicicleta aos domingos. Também é possível subir ao cerro pelos funiculares, que é um carro de cabos que circula sobre trilhos. No cume do cerro está a estátua da Virgem de “La Inmaculada Concepción”, com 14 metros de altura sobre um pedestal de 8,5 metros. Abaixo da virgem, é comum as pessoas sentarem nas largas e altas escadas para contemplar o panorama de Santiago.

  • Jardim Botânico Mapumelu

Ao pé do cerro San Cristóbal também encontra-se várias atrações interessantes: o teleférico, piscinas públicas, um jardim japonês, um zoológico e  o Jardim Botânico Mapumelu, com cerca de 80 espécies nativas, como araucárias e a palmeira chilena, que lembra um abacaxi gigante. Aos domingos ocorrem sessões gratuitas de pilates.

  • Parque de las Esculturas

O Parque de las Esculturas ocupa uma área de 21 mil metros quadrados onde estão espalhadas 30 esculturas de diferentes tamanhos, formas e materiais, assinadas por artistas como Marta Colvin, Claudio Girola, Federico Assle, Juan Egenau, entre outros.

  • Museo La Chascona

Chegou a hora da principal atração da cidade, a Casa Museo La Chascona, uma das três casas chilenas do poeta Pablo Neruda. A Calle Constituición onde está situada a casa Museo tem os bares e restaurantes mais badalados da capital. A pesar de ter medo d’água e de ter aprendido a nadar apenas com 48 anos, Neruda era apaixonado pelo mar. A casa foi construída para simular a sensação de se estar em um barco. O teto baixo, os objetos (muitos, de colecionador compulsivo), o revestimento de madeira e a iluminação ajudam a criar a ilusão  No interior de “la chascona” se pode ver os bares resgatados de antigos barcos franceses, diversas coleções do escritor e muitos presentes de grandes artistas, como o mexicano Diego Rivera.