FAQ

Perguntas de Nossos Clientes

1. Por que a oferta que encontrei já não se encontra na página?

Resposta: Porque as ofertas sempre se modificam ao longo do tempo sendo atualizadas nas nossas redes sociais, então se você viu alguma divulgação de oferta nossa, basta tirar a dúvida conosco através de nosso email ou whatsapp: +5-81-9-9250-5005 / marketing@vl3turismo.com

2. Quais são os meios de pagamento e parcelamento disponíveis?

Resposta: Aceita depósitos bancários em nossa conta jurídica onde você ganha desconto utilizando essa forma de pagamento, e o restante basta pagar em Santiago no dia do primeiro passeio. Aceitamos também parcelamento em cartão de crédito em é 12 vezes, porém tem juros. Entre em contato conosco para fazer sua simulação.

3. Quais são os requisitos relacionados à documentação e vacinação com os quais devo cumprir para viajar?

Resposta: A vacina é obrigatória para quem visita a Ilha de Páscoa para Santiago não precisa. Ao desembarcar na ilha, apresente o CIV – Certificado Internacional de Vacina contra a febre amarela, que pode ser obtido no próprio aeroporto internacional em que pretende embarcar. Mas atenção, pois é preciso tomar a vacina 10 (dez) dias antes da sua viagem.

4. Quais os documentos preciso para entrar em Santiago?

Resposta: Muitos sites dizem que um documento com foto basta. Mas está errada essa informação!

  • RG antigo e plastificado não serve. RG não pode ultrapassar 10 anos e deve estar em bom estado de conservação.
  • Carteira de motorista não serve.
  • Se você é estrangeiro e mora no Brasil mas não se naturalizou, RNE não serve.
  • RG de criança sem a certidão de nascimento não serve.
  • Passaporte da criança sem a certidão de nascimento não serve.
  • Passaporte com validade inferior a seis meses não serve.
  • Criança desacompanhada de um dos pais também requer documentos extras. Verifique melhor os documentos necessários para a criança com sua companhia aérea.Pode ser que você tenha embarcado sem esses documentos. Pode ser que o atendente esteja de boa vontade e qualquer coisa sirva, como também pode ser que o atendente esteja em um péssimo dia e mesmo seguindo as regras, vão querer um documento a mais. Você vai querer se estressar ou arriscar todo o investimento feito? Então, não custa nada levar os documentos certos e essenciais
5. Se eu cancelar minha viagem, tenho direito de receber de volta os pagamentos que efetuei para VL3 TURISMO?

Resposta: Para cancelamento confira com um de nossos atendentes as cláusulas em seu contrato.

6. O que a empresa VL3 TURISMO oferece de acessibilidade para cadeirantes ou idosos?

Resposta: Possuímos vans amplas onde cabe a cadeira de rodas e buscamos todos os nossos clientes em suas hospedagens para maior conforto. Então, caso o cliente seja cadeirante ou idoso, não terá nenhuma dificuldade para se locomover conosco.

7. Posso agregar pedidos especiais à minha reserva?

Resposta: Pode sim. Informe suas necessidades para o nosso vendedor.

8. Sobre o contrato da VL3 TURISMO, posso alterar os passeios? Tem multa?

Resposta: Pode alterar os passeios desde que seja feito com antecedência , pois como contamos com uma programação, de última hora pode não haver van disponível para a data determinada que seja alterada. Multa haverá caso o contrato seja cancelado de acordo com as cláusulas de seu contrato e que cause prejuízos para a VL3 Turismo, mas para alterar um passeio por outro, basta pagar o valor da diferença caso o novo passeio seja de valor maior.

9. Sobre desistência do passeio e condição geral?

Resposta: Podemos enviar para você nosso contrato onde fala todas as cláusulas em caso de desistência e condição geral.

10. O que eu não posso deixar de conhecer no Chile?

Resposta: Você não pode deixar de conhecer pelo menos uma vinícola, a neve na cordilheira e algum passeio do Pacífico. Para fazer seus passeios desejados e de acordo com o período de sua viagem, entre já em contato com um de nossos vendedores e você terá seu pacote personalizado.

11. Existe alguma dica para fazer compras?

Resposta: Sim. Temos um tour de compras onde levamos vocês para um Outlet que possui descontos em marcas famosas e também temos os shoppings com lojas exclusivas de Santiago onde você não encontra em outros países.

12. Quando é a baixa ou alta temporada no Chile?

Resposta: Da metade de junho à metade de Setembro inicia a alta temporada. Os demais meses são de baixa temporada.

13. Como é o clima no país? Até quando faz frio? Até quando tem neve?

Resposta: No inverno faz um frio com temperaturas negativas na cordilheira, no verão faz bastante calor, porém o clima pode oscilar, à noite pode ventar, então sempre é importante levar casaco em sua bagagem. Por meados de maio à setembro geralmente faz frio. Quando chove na cidade de Santiago, neva na Cordilheira, e é imprevisível saber até quando a neve fica. Geralmente de Julho à setembro, tem neve mas não é 100% de certeza.

14. Que tipo de roupa posso usar na neve?

Resposta: Roupas impermeáveis são apropriadas para utilizar na neve , pois a temperatura é abaixo de zero , então tem que ser essas roupas especiais porque a neve molha e pode causar hiportemia.

15. Aluguel de roupa e equipamento para neve?

Resposta: Alugamos roupas para nossos clientes a caminho do tour para a neve. A VL3 TURISMO agora conta com uma loja própria . Iremos mostrar as opções para nossos clientes do kit ( casaco, calça, bota e luvas). Os equipamentos para esquiar e fazer snowboard, nossos clientes irão alugar em uma loja que iremos parar quando estivermos a caminho do tour. São equipamentos de boa qualidade.

 

16. Que roupa levar no verão? E que roupa levar no inverno?

Resposta: No verão deve levar roupas leves, sapato confortável e um casaco, pois à noite a temperatura pode cair. No inverno, deve levar roupas de frio, botas e tênis confortável, luvas para os dias que a temperatura cair mais, casacos, calças.

17. Em que época do ano abrem as estações de ski?

Resposta: As estações de esqui abrem quando começa a cair de fato a neve no inverno que é geralmente entre metade de junho à metade do mês de setembro. Nos outros meses mesmo que caia alguma neve de repente, não é suficiente para fazer com que as estações de esqui abram a temporada para esquiar.

18. Quantas estações de ski existem em Santiago? Qual é a diferença entre cada uma delas?

Resposta: Em Santigo temos a cordilheira pertinho que tem as estações: Valle nevado que se diferencia por ser a mais famosa por ter um hotel top, onde as celebridades também gostam de ir até ele, as pistas são boas para quem curte a adrenalina de esquiar ou fazer snowboard. A estação de esqui Farellones é muito escolhida por adultos que estejam acompanhados de crianças por haver a atividade famosa conhecida pelo nome de Tubing ( uma boia onde a pessoa desce escorregando nela) mas é indicado comprar com antecedência os tickets para essa atividade , pois podem esgotar. La Parva faz parte do maior domínio de esportes de inverno da América do Sul – é possível, inclusive, chegar à estação vizinha de Valle Nevado simplesmente deslizando pelas pistas. El Colorado é a estação de inverno mais famosa entre os chilenos, e provavelmente a mais antiga. Possui pistas muito legais e um teleférico com uma vista deslumbrante.

 

19. Qual moeda que devo utilizar no Chile? Que moeda levar? Peso, dólar ou real?

Resposta: A moeda utilizada no Chile é o peso chileno. Indicamos trocar alguns pesos em sua cidade para se locomover ao desembarcar no aeroporto, ou caso precise comprar comidas ou outras necessidades. Depois indicamos irem fazer o câmbio na famosa rua Agustinas, nela há várias casas de câmbio com boas cotações, uma fica o lado da outra. Mas ATENÇÃO: Há ainda pessoas maldosas nesse mundo onde podem querer roubar você, isso mesmo roubar! Se aparecer alguém lhe mostrando alguma oferta e chamando você para segui-lo para trocar seu dinheiro, não aceite, pois, você estará sendo vítima de um golpe. Só troque seu dinheiro nas lojas de câmbio autorizadas e não terá problemas, ok? Nós da VL3 turismo aceitamos o real, peso ou dólar par facilitar a vida de nosso cliente. Mas nem todos estabelecimentos aceitam reais ok? Há diversos lugares onde o dólar é aceito.

20. As casas de câmbio abrem aos finais de semana?

Resposta: Abrem sim. Geralmente após às 10:00 AM, horário que o comércio de Santiago inicia. Porém, a cotação geralmente fica ruim, indicamos trocar durante a semana, a não ser que você só possa nos finais de semana.

21. É obrigatório ter um seguro viagem para entrar no Chile?

Resposta: Não é obrigatório, faz quem quer. É importante fazer, mas fique tranquilo caso você não tenha feito.

22. Qual a quantidade de vinhos eu posso levar na minha volta para o Brasil?

Resposta: Um detalhe importante é verificar as regras das companhias aéreas. Para a maioria das companhias, a cota de transporte permitida geralmente é menor do que a autorizada pela Receita Federal. A LATAM, por exemplo, sugere despachar através de suas aeronaves, no máximo cinco litros (seis garrafas) por pessoa.

23. Vai nevar no período de minha viagem?

Resposta: Geralmente o período em que cai neve é do final de junho à metade de setembro. Porém, tem anos que é bem incerto, já aconteceu de nevar início de junho, como aconteceu também de nevar após setembro. Consulte um de nossos vendedores e ele poderá ver a previsão do tempo para lhe auxiliar.

 

Com Crianças e Adolescentes

1. O preço da passagem para crianças é igual ao de adultos?

Apenas nos voos nacionais crianças de colo com menos de dois anos de idade, desde que não estejam ocupando assento, pagam até 10% da tarifa paga pelo adulto. Não há desconto nos voos internacionais ou para crianças maiores de dois anos.

2. Quais são os documentos necessários para o embarque de crianças e adolescentes?

Em voos domésticos é aceita a Certidão de Nascimento (original ou cópia autenticada) ou outro documento válido com foto. Para crianças de até 12 anos também deve ser apresentado documento que comprove a filiação ou parentesco com o responsável, observadas as demais exigências estabelecidas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e pela Vara da Infância e Juventude do local de embarque. No caso de voos internacionais, o documento de identificação é o Passaporte, além do previsto pelo Conselho Nacional de Justiça e das determinações da Vara da Infância e Juventude do local de embarque.
No caso de voos internacionais, o documento de identificação é o Passaporte, além do previsto pelo Conselho Nacional de Justiça e das determinações da Vara da Infância e Juventude do local de embarque, bem como as orientações da Polícia Federal – DPF.

3. É possível que crianças e adolescentes viajem desacompanhados dos pais?

Em voos domésticos qualquer adolescente (entre 12 e 17 anos) pode viajar desacompanhado independentemente de autorização dos responsáveis. Crianças (até 12 anos incompletos) estão sujeitas às exigências legais. Consulte a empresa aérea com antecedência everifique o que diz o Estatuto da Criança e do Adolescente, além das exigências da Vara da Infância e da Juventude da localidade de embarque.
Nos voos internacionais, exige-se a apresentação de autorização judicial para o embarque de menor desacompanhado, tanto criança, quanto adolescente, dos responsáveis ou na companhia de apenas um destes.

Informações Médicas e de Segurança

1. Quais as regras para transporte de líquido na bagagem de mão em voos internacionais?
  • líquidos, géis e pastas devem ser conduzidos em embalagem plástica transparente de até 1litro, não excedendo as dimensões de 20x20cm e completamente vedada (uma embalagem por passageiro);
  • cada recipiente não pode exceder o volume de 100ml;
    líquidos em frascos acima de 100ml não podem ser transportados, mesmo que parcialmente cheios;
  • perfumes, bebidas e outros líquidos adquiridos no free shop precisam estar embalados em sacola selada e acompanhados das notas fiscais do dia do voo;
  • medicamentos serão aceitos somente com apresentação da receita médica;
  • alimentação de bebês ou líquidos especiais (sopas, xaropes, soro etc.), apenas na quantidade a ser utilizada durante o voo, incluindo eventuais escalas.Essas restrições se aplicam também ao passageiro que, apesar de realizar voo nacional, tenha seu embarque realizado em área destinada a embarque internacional. Em caso de conexão em outros países, a empresa aérea deverá informar o passageiro sobre a possibilidade de retenção dos líquidos
2. Posso levar meus medicamentos na viagem?

A entrada de medicamentos em outros países poderá sofrer fiscalização sanitária. Portanto, não esqueça a prescrição médica. Lembre-se de levar (preferivelmente na bagagem de mão) os medicamentos necessários à completa duração da viagem. Recomenda-se que os medicamentos sejam mantidos na caixa original para melhor identificação. Atenção ao volume individual dos recipientes, pois há restrições.

this text.

Seguro de Viagem

1. Sou obrigado a adquirir o seguro de viagem?

Não. Seguros de viagem são serviços adicionais e facultativos.

Documentação

1. Quais documentos são necessários para o embarque de brasileiros?

Em voos domésticos você pode apresentar qualquer documento oficial com foto que permita a sua
identificação. São aceitas cópias autenticadas dos documentos. Nos voos internacionais para brasileiros, é preciso passaporte brasileiro válido. No caso de viagens para Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Peru,
Equador, Colômbia e Venezuela, também é aceita como documento de viagem a Carteira de Identidade
Civil (RG), emitida pelas Secretarias de Segurança Pública dos Estados ou do Distrito Federal. Fique atento,
pois as carteiras de motorista e carteiras profissionais ou funcionais não são aceitas neste caso.

2. Quais são os documentos exigidos para o embarque de estrangeiros?

Em voos domésticos são necessários Passaporte ou Cédula de Identidade de Estrangeiro – CIE
(RNE). São aceitos ainda a Identidade Diplomática ou a Consular, ou outro documento legal de
viagem, resultado de acordos internacionais firmados pelo Brasil. Nos voos internacionais é obrigatório o Passaporte ou a carteira de identidade para cidadãos dos países do Mercosul.

3. Meus documentos foram perdidos ou roubados. Como faço para embarcar?

Em voos domésticos, em caso de furto, roubo ou extravio de documento, será aceito o Boletim de Ocorrência  emitido há menos de 60 dias. No caso de voos internacionais, deve ser retirado outro Passaporte. Se a perda se der em território estrangeiro, procure a embaixada do Brasil ou outra representação diplomática brasileira.

O que se é Permitido

1. Qual o peso da bagagem que posso despachar sem custo adicional?

Depende do tamanho da aeronave e da classe na qual o passageiro está viajando (primeira classe ou classe
econômica, por exemplo). Para saber as dimensões permitidas para o transporte de sua bagagem e, também,
sobre bagagens de crianças de colo, consulte a empresa aérea. Observe que a regulamentação brasileira
aplica-se aos voos que saem do Brasil. Para os voos que saem de outros países, aplicam-se as normas
do local de origem da viagem. Em voos domésticos cada passageiro pode levar até 23 quilos, a depender do porte da aeronave. No caso dos voos internacionais, dependendo do país de destino, a franquia de bagagem pode ser de dois tipos: peça ou peso. Cada passageiro terá direito a transportar duas bagagens de até 32kg cada uma nos casos de franquia por peça. Na franquia por peso, cada passageiro terá direito a transportar bagagens que não excedam, no total:

• 40kg na primeira classe;
• 30kg em classe intermediária;
• 20kg em classe econômica;
• 10kg para crianças de colo, que não estejam ocupando assento.

2. Há algo proibido de ser levado como bagagem de mão?

É proibido levar como bagagem de mão objetos cortantes ou perfurantes, como canivetes, tesouras de unha, etc. Esses itens só devem ser levados na bagagem despachada.

3. O que não posso levar como bagagem despachada?

Substâncias explosivas, inflamáveis ou tóxicas são alguns exemplos. No caso de dúvida sobre algum ítem específico que queira despachar, consulte a empresa aérea.

Como Agir Diante Destas Situações

1. Quem deverá acompanhar os passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida?

A critério da companhia aérea, o acompanhante poderá ser indicado por ela (sem cobrança adicional) ou poderá ser escolhido pelo passageiro, que deverá custear a viagem deste acompanhante. Este deve ser maior de dezoito anos e ter condições de prestar auxílio ao passageiro assistido, desde o momento do check-in até sua chegada ao desembarque na área pública do aeroporto. O acompanhante deve viajar na mesma classe e em assento adjacente ao do passageiro assistido.

2. Como identificar meu portão de embarque?

Observe no cartão de embarque ou nos painéis de chegadas e partidas o número do portão. Fique atento também aos avisos sonoros sobre as chamadas para embarque, pois os portões indicados podem sofrer mudanças. Isso ocorre por razões técnicas de reacomodação das aeronaves nos pátios.

3. Quais as informações mais relevantes que devem constar do bilhete aéreo?
  • nome e sobrenome do passageiro;
  • nome da empresa aérea emissora;
  • itinerário da viagem;
  • horário e data do serviço a ser prestado;
  • classe de serviço, base tarifária ou outro dado que identifique o tipo de transporte;
  • regras tarifárias e restrições quanto à utilização do bilhete de passagem, quando for o caso;
  • franquia de bagagem;
  • identificação do transportador que efetivamente realizará o voo; e
  • procedimentos e requisitos para embarque estabelecidos pelo transportador, de acordo com a natureza do voo.
4. Fiz o check-in pela internet, o que faço com a minha bagagem?

Se você estiver sem bagagem ou apenas com bagagem de mão, deve imprimir o cartão de embarque e seguir diretamente para o portão indicado, no horário informado pela empresa. Se estiver com bagagem a ser despachada, vá ao balcão de check-in, com tempo suficiente para se identificar, despachar a bagagem e apresentar-se no portão de embarque no horário informado. Algumas empresas têm balcões exclusivos para o despacho da bagagem.

5. Como posso me informar sobre o horário do meu voo?

Nos aeroportos existem monitores instalados com informações sobre os voos em diversos locais. É fundamental que o passageiro fique sempre atento às informações do seu horário de partida, pois ele pode sofrer alterações. Também é possível acompanhar os horários de voos pelo sítio eletrônico dos operadores aeroportuários ou em seus aplicativos para dispositivos móveis. Os horários dos voos são fornecidos pelas companhias aéreas.

6. Como devo proceder em relação ao horário de verão e ao fuso horário?

Siga o horário local. Não é preciso calcular fuso horá- rio ou horário de verão. Os bilhetes e os sítios eletrô-nicos das companhias aéreas informam a hora local, tanto na origem quanto no destino. Se tiver dúvidas, consulte a companhia aérea.

7. Como solicitar assistência especial?

No ato da venda da passagem a empresa aérea deve perguntar sobre esta necessidade. O passageiro também tem o dever de informar à empresa aérea sobre suas necessidades. Esta informação pode ser feita:
• no ato da compra da passagem ou com antecedência mínima de 72h do horário previsto de partida do voo ou da apresentação de documentos médicos para solicitar acompanhante; ou
• 48h antes do horário previsto de partida do voo para outros tipos de assistência.
A empresa terá de responder à solicitação em até 48h.

8. O que eu faço quando houver problemas com a devolução da minha bagagem?

Procure a empresa aérea preferencialmente ainda na sala de desembarque ou em até 15 dias após a data do desembarque e relate o fato em documento fornecido pela empresa ou em qualquer outro comunicado por escrito. Para fazer sua reclamação, é necessário apresentar o comprovante de despacho da bagagem. Caso seja localizada pela empresa aérea, a bagagem deverá ser devolvida para o endereço informado pelo passageiro. A bagagem poderá permanecer na condição de extraviada por, no máximo, 30 dias (voos nacionais) e 21 dias (voos internacionais). Caso não seja localizada e entregue nesse prazo, a empresa deverá indenizar o passageiro.

9. Como faço para mudar a data da minha viagem?

Consulte a empresa aérea ou o agente de viagens. As alterações são feitas de acordo com a disponibilidade de voos e podem gerar custos adicionais para o passageiro, conforme as regras docontrato de transporte aplicáveis à tarifa de passagem adquirida. O prazo de validade da passagem é de um ano, a contar da data de sua emissão.

Como Transporte Aéreo

1. Existe alguma limitação na viagem de gestantes?

Sim, algumas empresas têm restrições para o transporte de gestantes. Por isso, é importante entrar em contato com a empresa aérea e com o médico da passageira antes de comprar a passagem.

2. Como devem ser transportados bengalas, muletas, andadores, carrinhos de bebê e outros?

Conhecidos como “ajudas técnicas”, esses equipamentos devem ser transportados gratuitamente (limitado a uma peça) e levados na cabine de passageiros. Se as dimensões dessas ajudas ou da aeronave (ou, ainda, aspectos de segurança) inviabilizarem o transporte na cabine, elas deverão ser transportadas no compartimento de bagagem. Assim, é necessário verificar antes do voo a compatibilidade da aeronave para realizar o transporte daquele auxílio técnico (espaço, pontos de energia etc.). Quando despachado, o equipamento deve ser disponibilizado ao passageiro no momento do desembarque da aeronave.

3. Como é realizado o transporte de cão-guia?

Gratuitamente, no chão da cabine da aeronave, ao lado de seu dono e sob seu controle, equipado com
arreio e dispensado do uso de focinheira. Deve ser acomodado de modo a não obstruir o corredor da
aeronave. Além disso, devem ser cumpridas as exigências das autoridades sanitárias nacionais e do
país de destino, quando for o caso.

Orientações de Segurança

1. Ao chegar no hotel, o que se deve fazer ao entrar no quarto?

Ao entrar no quarto, deixe a mala segurando a porta aberta e faça uma vistoria em armários, portas e até debaixo das camas. Assim, você garante não só a sua segurança, mas o seu conforto, identificando qualquer falha de limpeza antes de desarrumar a mala.

2. O aviso ''Não perturbe'', garante segurança?

Não se dê por satisfeito com o aviso “Não perturbe” do lado de fora da porta. Faça uso das trancas internas, especialmente da tranca de corrente, que limita a abertura da porta mesmo que alguém tenha a chave do seu quarto.

3. Onde se deve guardar documentos e jóias?

Guarde pertences importantes como documentos, papéis, joias e equipamentos eletrônicos que tenham que ficar no quarto, no cofre. Se não houver um no interior do armário, talvez ele possa ser oferecido pelo hotel sob sua demanda. Não tendo cofre, guarde tudo na mala e tranque com um cadeado.

4. Se alguém se identificar como funcionário do hotel posso abrir a porta do quarto?

Num primeiro momento e se não estiver à espera de uma pessoa, não abra a porta, mesmo que alguém se identifique como funcionário do hotel. Certifique-se sempre através do olho mágico ou telefone para a recepção.

5. Em caso do alarme de incêndio soar, o que fazer?

Se o alarme de incêndio soar, desça calçado e acredite: este detalhe faz toda a diferença na hora de escapar de uma situação assim. Acostume-se a deixar o seu par de tênis ou sapatos ao lado.

6. Se ocorrer um incêndio, o que se deve fazer?

Em caso de fogo, tenha ao seu alcance um lenço umedecido para filtrar a respiração. Além disso, quanto mais agachado estiver, menos fumaça vai inalar.

1. Como escolher bons restaurantes?

Tenha em consideração a opinião de amigos e conhecidos. Não existe nada melhor do que uma recomendação de alguém que conhecemos para saber se o restaurante vale ou não a pena. Ainda que cada pessoa tenha o seu próprio paladar, questões como o serviço, o preço e a quantidade de comida servida são muito úteis.

2. A Pesquisar na internet ajuda a encontrar bons restaurantes?

Sim. Pesquise por restaurantes na internet e visite os sites dos locais. Através da página oficial dos restaurantes é possível, muitas vezes, perceber o tipo de ementa, o espaço e os preços dos diferentes pratos. Alguns têm até espaço para comentários de quem já passou por lá.

3. Se deve observar as opiniões deixadas pelas pessoas na internet sobre os restaurantes?

Deve-se considerar as opiniões e recomendações em sites da internet. É uma ótima forma de saber o que esperar de um restaurante.

4. Ao procurar um restaurante, deve-se levar em conta o quê?

Não guie sua escolha apenas pelo aspeto do restaurante. Por vezes os espaços mais simples, típicos e rústicos têm a melhor comida. Nem sempre luxo e modernidade é sinônimo de boa comida. Experimente muito. A melhor forma de encontrar bons restaurantes é provar as iguarias existentes em vários locais e depois, se você ficar satisfeito, voltar e aconselhar o restaurante para seus amigos e conhecidos.

Você conseguiu as respostas para suas dúvidas? Se não tiver conseguido, entre e contato conosco através do nosso formulário ou meios de comunicação que te ajudaremos!

Conheça os nossos profissionais que darão um suporte para sua viagem



  • ATENDIMENTO A CLIENTES
  • +56 9 8309 7642
  • +55 81 9 9250 5005
  • LIGUE PARA NÓS

Luciana Morais

Consultora em Publicidad e Vendas


Victor Leyton

Direitor Geral


Franciesme Trindade

Consultora em Vendas e Relações Humanas


Entre em contato!

Chile: +56 9 8309 7642
Brasil: +55 81 9 9250 5005

Aproveite os melhores planos, escreva-nos e nossos profissionais estarão à sua disposição